EVERYTHING AND NOTHING é uma publicação experimental que trata da transformação de imagens em linhas e padrões. Publicado em 2020, durante a pandemia, transformamos uma pasta de imagens com pinturas, fotografias, mapas, esculturas, capturas de tela e outros achados em desenhos digitais que foram sobrepostos e retrabalhados no layout do livro. Os desenhos são acompanhados pelo conto escrito por Jorges Luis Borges que dá nome ao livro. O ensaio de Borges é uma tentativa de transmitir o caráter do homem que William Shakespeare foi como ser humano, a partir do pouco que se sabe sobre esse aspecto da vida do bardo. Mas, no final, ele recai no fato de que há muito a ser dito sobre a vida das obras de Shakespeare, mas não há muito a ser dito sobre o próprio Shakespeare. Esse fato fica evidente no ensaio, pois Borges representa Shakespeare como o rosto de muitos, mas não o rosto de si mesmo. 

"Não havia ninguém dentro dele, nada além de um traço de frio, um sonho sonhado por ninguém mais por trás do rosto que não se parece com nenhum outro rosto (mesmo nas pinturas ruins da época) e das palavras abundantes, caprichosas e apaixonadas. Ele começou supondo que todos eram iguais a ele; a perplexidade de um amigo a quem ele havia confidenciado um pouco de seu vazio revelou seu erro e o deixou com a impressão duradoura de que o indivíduo não deveria divergir da espécie." 

Year: 2020
Edited by Romeu Silveira
14x21 cm, offset printing
on matte paper, 200 pages.
ISBN: 978-65-991687-2-7

$65 BRL

COMPRAR


︎︎︎




sobre > catálogo > edições> projetos > seguir > contatosobre > catálogo > edições > projetos > seguir > contato >